sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Alteração de Regra

 Em decisão dos diretores do sistema, a partir de hoje o limite de linhas será extendido de 10 para 15 linhas por empresa.

Mudanças no Grupo Augusto

A partir de hoje, deixa de operar a linha 0223 e passa a operar as linhas 1210 e 1206.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Joinville 160 anos.

Uma festa para a cidade e com a participação de seus moradores para comemorar os 160 anos de Joinville. Este é o conceito da programação do aniversário do município, apresentada na manhã desta sexta-feira (18/2), em um café da manhã com a imprensa, realizado na Estação da Memória.

O prefeito Carlito Merss recebeu jornalistas feliz com a manhã ensolarada e por estar no ponto de sua chegada a Joinville, quando veio de Porto União. Carlito destacou a participação da Esquadrilha da Fumaça da Força Aérea Brasileira, no dia 12 de março, sábado, às 16 horas. "Nas apresentações também estamos valorizando os grupos da cidade. Sabemos das dificuldades que muitas famílias estão enfrentando por conta da chuva, mas temos de comemorar a grandeza de mais um ano de nossa cidade e também como forma de respeito a todos que a constroem no dia a dia", comentou o prefeito.

Estão envolvidas na organização a Secretaria de Comunicação (Secom), a Fundação Municipal de Esportes, Lazer e Eventos (Felej), e a Fundação Cultural de Joinville (FCJ). A secretária de comunicação, Rosimeri Comandolli, destacou a criação da marca dos 160 anos que está disponível para ser utilizada por qualquer entidade que deseje homenagear a cidade em suas peças. Na programação, que dura 14 dias, de 4 a 17 de março, um dos atrativos será a homenagem aos ex-prefeitos e imigrantes, com apresentação da Camerata Dona Francisca e participação do solista Douglas Hahn, na Casa da Memória, no dia 6.

E um dos pontos altos será o Carnaval 2011, na Praça Dario Salles, nos dias 4 e 5. O presidente da FCJ, Silvestre Ferreira, comentou que, na edição passada, o espaço ficou lotado com cerca de 20 mil pessoas. "Neste ano deverá atrair um público ainda maior. A nossa festa de carnaval está crescendo progressivamente, valorizando os artistas locais. A intenção é todos fazerem uma grande festa".

O presidente da Felej, Jorge Nascimento, destacou a ida do Joinville em Movimento aos bairros: Zona Leste (Praça David da Graça, Comasa), no dia 5; Zona Sul (Praça rua Baobás, Parque Guarani), no dia 7; Lar Bethesda e Praça Rio Bonito (Pirabeiraba), no dia 8. No dia 6, o Joinville em Movimento será realizado na rua Hermann August Lepper (Beira Rio), que recomeça neste domingo e já se tornou ponto tradicional de caminhadas e passeios das famílias, aos domingos pela manhã. "Teremos ainda o passeio ciclístico e o 44º Circuito Boa Vista de Ciclismo, no dia 13", lembrou Jorge.

No dia 12/3, haverá o Sábado na Estação e Mercado de Pulgas, na Estação da Memória. A programação será encerrada no dia 17, com Espetáculo de Gala de Aniversário da Escola do Teatro Bolshoi. A apresentação será com venda de ingressos.

Confira a programação completa em www.joinville.sc.gov.br


Mais informações:

Prefeitura de Joinville
Secretaria de Comunicação
Unidade de Eventos
Fone: 3431.3466, 3431.3245

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Terminais Urbanos

 

Terminal Central (Deputado Aderbal Tavares Lopes)
Rua Nove de março, Centro.
Fone: (47) 3903- 1331 / (47) 3903-1350

Estação Itaum (Gov. Pedro Ivo Figueiredo de Campos)
Rua Monsenhor Gercino, 3875 – Itaum.
Fone: (47)3903-1352

Terminal Vera Cruz
Rua Santa Catarina – Floresta (prox. Sociedade Vera Cruz)
Fone: (47)3903-1351

Terminal Norte (João Colin)
Rua João Colin – Bom Retiro (final da João Colin)
Fone: (47)3903-1332

Estação Guanabara (Deputado Nagib Zattar)
Rua Guanabara 2013 – Guanabara
Fone: (47)3903-1354

Estação Pirabeiraba (Max Luktër)
Rua Pastor Dommel – Praça Caetano E.da Silveira – Pirabeiraba
Fone: (47)3903-1325

Estação Vila Nova (Prof. Beno Harger)
Rua XV de Novembro 7000 – Vila Nova
Fone: (47)3903-1334

Estação Iririú (Osvaldo Roberto Colin)
Rua Iririú 1.770 – Iririú
Fone: (47)3903-1333

Terminal Tupy
Rua Albano Scmidt – Boa Vista (prox. Fundição Tupy).
Fone: (47)3903-1330

Estação Nova Brasília (Abílio Bello)
Rua Minas Gerais – Nova Brasília (lado do posto policial)
Fone: (47)3903-1353

Conheça a Bilhetagem

Evolução do sistema –   Em 2001 através de investimento das empresas Gidion e a Transtusa foi implantada em toda a frota de ônibus a mais moderna ferramenta para o gerenciamento do Transporte Coletivo:  A bilhetagem automática. As passagens que eram comercializadas pelo tradicional "passe" de papel, com a implantação da bilhetagem foram armazenadas eletronicamente em cartões e em bilhetes magnéticos e validadas por máquinas "inteligentes" no interior dos ônibus. Este novo sistema possibilitou muitas vantagens. Para  o usuário de ônibus proporcionou agilidade e segurança. Para as empresas compradoras de VT, trouxe economia devido as ferramentas disponibilizadas para o gerenciamento do benefício. E para  as empresas concessionárias e poder público, trouxe informações precisas possibilitando maior controle e gerenciamento de tráfego. Em 2009 a Passebus inovou o sistema de bilhetagem. Com tecnologia mais moderna, a nova bilhetagem amplia os benefícios e facilidades, tanto para as empresas que compram Vale-Transporte, quanto para os clientes que utilizam ônibus. O cartão  cidadão foi substituído pelo cartão multiuso "Ideal Joinville" e os bilhetes descartáveis foram substituídos por Passes Retornáveis. Além disso, o novo sistema passa a ter mais postos de recarga, serviços via internet e computador de bordo, para facilitar as operações do motorista.


Diversão: Espírito Harley Davidson em exposição



A partir dessa quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011, cerca de 15 motocicletas Harley Davidson estão em exposição na área central do Joinville Garten Shopping até o dia 13 de fevereiro no horário de funcionamento do centro comercial, das 10 às 22 horas. A mostra é organizada por Sávio José de Oliveira, conhecido como o Mago, 33 anos, membro do PHD (Proprietários de Harley Davidson), que é o ramo brasileiro da HOG (Harley Owners Group).

Alguns dos modelos em exposição são Fatboy, o mesmo pilotado por Arnold Schwarzenegger no filme "O Exterminador do Futuro". "Cada proprietário coloca a sua personalidade na moto. Então, mesmo sendo do mesmo modelo, as motos são únicas. Temos sete Fatboys aqui e cada uma é diferente da outra", explica Sávio.

Essas mudanças também são indicadas pelo modo que o proprietário utiliza a sua moto, se ele utiliza para viajar ou somente para passear na cidade. Isso faz com que ele deseje colocar um encosto no banco ou prefira deixar num modo mais "bandida", como citou Mago. Os donos de Harley gostam de dar nomes às suas motos, no caso de Sávio, a dele se chama Charmosa, mas também já teve uma Bandida.

Ele informa que para fazer parte do PHD é imprescindível que se tenha uma Harley. "Para quem tem uma Harley o gostoso é estar na rua. É o conceito de liberdade da marca, o conceito forte do cowboy que o norte-americano tem. A moto pegou o lugar do cavalo agora", disse Sávio. Outra característica desse tipo de moto é que ela é montada através de encaixes e não se usa parafusos.

O PHD tem 26 cadastrados em Joinville, Sávio acredita que a exposição pode aumentar esse número. "A gente sabe que existem outras Harleys na cidade", complementa. "Muitas vezes, a pessoa vem de fora e não sabe que existe o PHD. Vendo, ele pode se interessar e comprar uma Harley", afirma Mago.

Sávio diz que existe um "pacto" entre os motociclistas. "É como uma irmandade de ajuda mútua. Quando um motociclista vê outro precisando de ajuda, ele pára para ajudar", cita. De vez em quando, os membros do PHD viajam juntos. Três delas tem rádios comunicadores em que eles escolhem uma frequência para trocar informações sobre postos de combustíveis e possíveis problemas na pista.

Novas empresas no sistema

A Transville acaba de liberar 16 linhas, sendo 6 para o Grupo RCG e 10 para o Grupo Rodrigues JAL Flores.

> Suas devidas linhas são <

Grupo RCG, prefixo 7:

1724, 7003, 1509, 1305, 0406, 0402

Grupo Rodrigues JAL Flores, prefixo 8:

4105, 0501, 0405, 0404, 0252, 0247, 0244, 0237, 0234, 0220

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Rodoviária adota sistema de limpeza mais eficiente e econômico

Melhorias contínuas na Estação Rodoviária Harold Nielson tem sido um dos esforços empreendidos pela atual gestão da CONURB. Isto se aplica, em especial, a ações que beneficiam diretamente os usuários, como: reforma das plataformas de embarque e desembarque, banheiros gratuitos, sinalização orientativa, sala de espera, entre outros.

Desde o final de janeiro deste ano uma equipe de profissionais do setor de qualidade da empresa responsável por esse serviço – juntamente com a administração da CONURB – está experimentando novas formas de proceder a limpeza e higienização das instalações locais. “Além de oferecer melhores condições de uso para os passageiros e funcionários, a iniciativa contribuirá também com o principio da economicidade”, enfatiza Marcelo Crivelatti, diretor administrativo e financeiro da CONURB.

Crivelatti defende que, ao utilizar produtos específicos e concentrados da maneira correta, é possível reduzir sensivelmente os desperdícios e, por conseqüência, os gastos com aquisição de materiais de limpeza. “Nosso propósito é diminuir custos sem prejudicar a qualidade dos ambientes por onde circulam os usuários da Estação Rodoviária” enfatiza o diretor.

Pequena Alteração na linha: 2010 Circular Centro

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Quem é quem no transporte urbano?

A Consulte, informativo do Sindicato da Arquitetura e da Engenharia de São Paulo (Sinaenco), publicou em sua última edição (dezembro de 2010) uma ampla matéria “Caminho aberto para avançar” que descreve os principais aspectos que envolvem a mobilidade urbana. A Fundação Ippuj publica abaixo a retranca “Quem é quem no transporte urbano”. Quem quiser ler a matéria completa pode clicar sobre o link onde encontra-se a revista em PDF.

As características dos principais modais de transporte aplicáveis às cidades de médio e grande porte

Bus Rapid Transit (BRT)
Modelo de transporte que utiliza veículos sobre pneus, articulados ou biarticulados, que trafegam em canaletas específicas ou em vias elevadas.
O sistema prevê a compra de bilhetes nas estações, rampas, escadas-rolantes e plataformas para reduzir o tempo de embarque e desembarque. No Brasil, o primeiro sistema de corredores de ônibus foi implantado em 1979, em Curitiba, hoje uma referência mundial.
· 2 a 20 mil passageiros por hora por sentido
· 20 km/h a 30 km/h
· R$ 17 milhões a R$ 26 milhões por km construído

Veículo Leve sobre Trilhos (VLT)
Sistema de veículos articulados que trafegam sobre trilhos metálicos instalados nas ruas ou em faixas específicas. Trata-se de uma versão contemporânea dos antigos bondes. Pode ser alimentado por via elétrica ou funcionar com veículos a diesel. No Brasil, o VLT do Cariri, que
liga Juazeiro a Crato, no Ceará, é o mais novo sistema do país, com 13,6 km de extensão.
· 10 a 45 mil passageiros por hora por sentido
· 20 km/h a 30 km/h 
· R$ 62 milhões a R$ 79 milhões por km construído

Monotrilho
Sistema de média capacidade que trafega em pista elevada. É suportado por um trilho único, que pode estar localizado acima ou abaixo do compartimento de passageiros. Assim, os carros viajam ‘pendurados’ ou ‘encaixados’ em trilhos de concreto ou aço, que também fornecem a força motriz, em geral elétrica. Uma desvantagem é a interferência provocada pelas estruturas elevadas em meio à malha urbana.
· 4 a 10 mil passageiros por hora por sentido
· 20 km/h a 30 km/h
· R$ 70 a 130 milhões por km construído

Metrô
Linha férrea que circula em túneis elevados ou mesmo sobre a superfície sem interferência no trânsito local. São elétricos, possuem sistemas e controle que permitem a circulação dos trens com intervalos mínimos de tempo e podem ser integrados a outros sistemas de transporte.
O metrô mais antigo é o de Londres, iniciado em 1863. Os de Nova York e Buenos Aires foram construídos nos primeiros anos do século 20.
· 60 mil a 80 mil passageiros por hora por sentido
· 30 km/h a 40 km/h
· R$ 100 milhões a R$ 300 milhões por km construído

Trens urbanos
Os antigos sistemas de trens de subúrbio foram modernizados. Receberam carros e sistemas de controle mais eficazes, permitindo intervalos menores entre trens. Algumas capitais de estados brasileiros estão trabalhando para transformar seus trens urbanos em metrôs de alta capacidade para atendimento a regiões metropolitanas. A diferença com os metrôs é a maior distância entre estações e sua abrangência, que geralmente envolve cidades vizinhas.
· até 60 mil por hora por sentido
· 30 km/h a 50 km/h
· R$ 60 milhões a R$ 100 milhões por km construído

Outros sistemas
Ciclovias, escadas e passarelas rodantes, elevadores, funiculares e teleféricos também podem ser integrados às redes de transportes urbanos. Um exemplo antigo é o Elevador Lacerda, em Salvador. Um mais moderno é o Elevador do Cantagalo no Rio, recentemente inaugurado.
O Rio também inovou ao instalar uma linha de teleférico no Complexo do Alemão, para interligar várias favelas da cidade. A linha foi inspirada no Metrocable, implantando em Medelín na Colômbia.